Rio de Janeiro - Uma cidade com 450 anos de história

Rico em história cultural e famoso pela sua beleza natural, o Rio de Janeiro floresceu com um toque único. Colonizada inicialmente pelos portugueses em 1502 e estabelecida mais de meio século depois, em 1565, o porto natural da Baía de Guanabara foi amplamente reconhecido como um reduto estratégico e econômico. Após anos de guerra por território, os portugueses expulsaram os colonizadores franceses para estabelecer firmemente sua presença e influência na área ao longo dos 200 anos seguintes. Neste tempo, o Rio de Janeiro cresceu para se tornar um porto de grande importância, prosperando com o boom da indústria da cana de açúcar no século XVII, trazendo um fluxo de riqueza para a região.

1763

No começo do século XVIII, o Rio de Janeiro passou por uma transformação sem precedentes, resultado do início e propagação da mineração de ouro e diamante. Isso trouxe uma grande emigração de pessoas do continente europeu e, assim, alterando significativamente a paisagem cultural e ética na cidade. Através da expansão econômica e diversificação demográfica, o Rio cresceu de uma pequena colônia a um reduto geográfico indispensável, substituindo Salvador como a capital do Brasil em 1763.

1808

Depois de um declínio econômico devido ao aumento da competição no mercado de açúcar e após esgotadas as reservas de ouro e diamante, o Rio prosperou novamente com a instalação da família real portuguesa e da indústria emergente do café no Brasil em 1808. Isto marcou o início de uma notável transformação cultural e arquitetônica na paisagem do Rio, com aumento significativo de investimento em infraestrutura moderna, com nova pavimentação, estradas iluminadas e casas de campo para acomodar a crescente classe média. A revitalização cultural veio na forma de novos estabelecimentos de artes, incluindo a Imprensa Real, a Biblioteca Real, o Teatro de São João, e a Academia de Belas Artes. Após a partida da família real portuguesa em 1821, o Rio começou a florescer como uma movimentada cidade moderna. No ano seguinte o Brasil alcançou a independência e o Rio viveu mais uma fase de rejuvenescimento cultural e econômico e foi nomeado como a capital da República recém-criada.

1920

Ao longo do século XIX, a indústria brasileira se diversificou e se estendeu além do café e açúcar para o algodão e a borracha. Infraestruturas críticas como a ferrovia brasileira e o início dos serviços de navio a vapor também foram modernizados e desenvolvidos para simplificar o comércio. Até o final do século, o Rio se tornou uma das maiores cidades do mundo e tinha se transformado de uma sociedade predominantemente agrícola para uma força industrial. Como este impulso econômico considerável, o Rio entrou no século XX a todo vapor, excedendo 1 milhão de habitantes em 1920. Naquela época, a indústria de turismo no Rio começou a crescer, fazendo dele um excelente destino para visitantes internacionais que buscavam experimentar a vida em uma metrópole movimentada e rica em influência mundial.

2016

Como a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o Rio dirige-se para os próximos anos com vitalidade inegável, mantendo sua reputação como um dos mais belos centros urbanos do mundo.