O surfista Gabriel Medina Pinto Ferreira, nasceu em São Sebastião, litoral norte de São Paulo, no dia 22 de dezembro de 1993. E, com apenas 20 anos, tornou-se campeão mundial, por antecipação, da última etapa do circuito do Havaí. Ele também é o mais jovem brasileiro a ingressar no seleto ASP World Tour (WCT) e já entrou para o hall das lendas do surfe brasileiro.

 

Surfando desde os nove anos de idade, Gabriel sempre teve ao seu lado Charles Medina, seu padrasto e também surfista. Este notou logo cedo as incríveis habilidades do garoto, e o incentivou a treinar sério e a mostrar todo o seu potencial ainda pequeno.

 

Campeão aos 11 anos de idade

Com todo esse apoio, com apenas 11 anos, Gabriel venceu seu primeiro campeonato nacional, a etapa Rip Curl Grom Search na categoria sub-12. Em seguida, foi a vez de levar os campeonatos do Brasileiro Amador, os circuitos Volcom Sub-14, Quicksilver King of Groms, Rip Curl Grom Search e tornar-se tricampeão paulista.

 

E seus títulos não eram apenas nacionais: Gabriel ficou em segundo lugar no Volcom Internacional Sub-14, na Califórnia (Estados Unidos), e também foi vice-campeão do Mundial Amador Sub-16 no Equador.

 

Aos 14 anos, conseguiu derrotar o premiado Adriano Mineirinho, e era presença certa nas finais das competições do Paulista Profissional e de várias etapas do Mundial Profissional. Por conta disso, não foi surpresa quando, em 2009, Gabriel fechou um contrato com a Rip Curl e tornou-se profissional. Com o contrato em mãos, apenas dez dias o separaram de vencer a etapa do Mundial Profissional.

 

Primeiro brasileiro a vencer a etapa australiana do Backside

Apenas dois anos depois, em 2011, ele venceu o WQS 6 estrelas Prime em Imbituba, Santa Catarina, dois WQS 6 estrelas na França e na Espanha, e a etapa do Mundial Pro Júnior (França). Tornou-se, assim, o primeiro brasileiro a levar para casa a medalha de uma etapa australiana de Backside (Gold Coast Australia).

 

Diante de tantos títulos, com apenas 17 anos, Gabriel ingressou na elite do surfe mundial (World Tour) ainda em 2011. E os títulos não pararam por aí. No mesmo ano, ele venceu duas etapas do ASP World Tour, e tornou-se mundialmente famoso ao completar uma manobra chamada de backflip, uma espécie de salto mortal de costas. Esta é uma das manobras mais raras e difíceis do esporte, e só havia sido realizada em competição uma única vez anteriormente.

 

Primeiro brasileiro campeão mundial de surfe

Em 2014, consagrou-se como o primeiro brasileiro a tornar-se campeão mundial no surfe, no caso do WCT, vencendo a disputa da qual participavam nomes como o australiano Mick Fanning e o norte-americano Kelly Slater – este 11 vezes campeão mundial.

 

E em 2015, foi vice-campeão da etapa de Pipe Masters, e terminou o campeonato mundial em terceiro lugar, atrás do australiano Mick Fanning. Ele confessou que a fama e o assédio que vieram com o título de 2014 tiraram um pouco da sua disciplina, mas garante que agora, em 2016, novos títulos virão. Gabriel Medina também é o surfista brasileiro que mais tempo liderou o ranking mundial na história.