Berlinale seleciona dois filmes brasileiros para 2017

O Festival de Cinema de Berlim, a Berlinale, anunciou nesta terça-feira (21/12) os primeiros 11 filmes que farão parte da mostra Panorama do evento em 2017, incluindo duas produções brasileiras: Vazante, de Daniela Thomas, e Pendular, de Julia Murat.

A coprodução luso-brasileira Vazante trata das relações raciais e de gênero no início do século 19. A obra revive a época do trabalho escravo na extração de pedras preciosas em Minas Gerais. Na apresentação do filme, os organizadores da Berlinale lembraram a abolição tardia da escravidão no Brasil, em 1888, e ressaltam que a obra relembra o sofrimento dos escravos que trabalhavam na mineração.

"É emocionante que o meu primeiro filme solo seja selecionado para a mostra Panorama do Festival de Berlim. A Berlinale é talvez o festival que mais impacto tenha tido no cinema brasileiro das últimas décadas", disse Thomas, citada pelo jornal O Globo. A cineasta lembrou que o festival premiou alguns dos principais filmes brasileiros dos últimos anos, como Central do Brasil, Tropa de elite e Que horas ela volta.

Seu filme Linha de Passe, dirigido juntamente com Walter Salles, foi indicado para a Palma de Ouro do Festival de Cannes em 2008 e rendeu à atriz Sandra Corveloni, que também atua em Vazante, o prêmio de melhor interpretação feminina.

Pendular, de Murat, mostra a relação entre um escultor e uma dançarina. O festival o descreve como "um tratamento de gênero original e filosófico sobre jovens boêmios à beira da meia-idade".

Murat esteve há poucos anos na Berlinale participando de oficinas e palestras da seção Talent Campus do festival. "Fui avisada em outubro que Pendular foi escolhido para a Panorama, mas não podia dizer nada até o anúncio oficial. Estava histérica, querendo gritar por aí. O Festival de Berlim será muito importante para a carreira internacional do filme. Vai abrir portas para novos mercados e para outros festivais", afirmou a diretora ao O Globo.

No total, 50 produções serão convidadas a participar da mostra Panorama. Segundo a organização do festival, os filmes selecionados até agora se dividem em dois temas: uma nova abordagem da história dos povos negros nas Américas do Norte e do Sul e da África, e "Europa, Europa", que explora como as forças progressistas podem se defender da atual atmosfera de volta ao passado.

Confira abaixo os 11 primeiros filmes anunciados pela Berlinale:

Vazante (Brasil / Portugal), de Daniela Thomas

Pendular (Brasil / Argentina / França), de Julia Murat

I Am Not Your Negro (França / EUA / Bélgica / Suíça), de Raoul Peck

The Wound (África do Sul / Alemanha / Holanda / França), de John Trengove

Política, manual de instrucciones (Espanha), de Fernando León de Aranoa

Combat au bout de la nuit (Canadá), de Sylvain L'Espérance

Casting JonBenet (EUA), de Kitty Green

Honeygiver Among the Dogs (Butão), de Dechen Roder

Centaur (Quirguistão / França / Alemanha / Holanda), de Aktan Arym Kubat

Ri Chang Dui Hua (Taiwan), de Hui-chen Huang

Untitled (Áustria / Alemanha), de Michael Glawogger e Monika Willi

RC/ots

De outros Notícias