Berlim recupera estatueta desaparecida na Segunda Guerra

Uma escultura de bronze etrusca desaparecida desde a Segunda Guerra Mundial foi recuperada nesta terça-feira (28/02) pela Fundação do Patrimônio Cultural Prussiano (SPK), da qual fazem parte os museus públicos de Berlim.

A estatueta de um guerreiro com um capacete pertencia ao acervo de arte antiga dos museus de Berlim desde 1869 e foi identificada recentemente no mercado de arte.

Segundo a fundação, durante 30 anos, a escultura estava nas mãos de um colecionador privado britânico e foi levada a leilão em 2015. Ela teria sido adquirida pelo colecionador antes de 1979.

A casa de leilão britânica que deveria revender a peça entrou em contato com uma especialista do Museu Britânico. A obra foi reconhecida pela especialista como a escultura desaparecida do acervo berlinense. O leiloeiro se dispôs, então, a devolver o objeto ao legítimo proprietário.

"Essa devolução é um excelente exemplo de como proprietários, marchands e museus podem trabalhar juntos para devolver aos acervos obras de arte que desapareceram devido às circunstâncias históricas", afirmou o presidente da fundação, Hermann Parzinger.

A escultura recuperada, de 17 centímetros de altura, data do final do século 6 e início do século 5 antes de Cristo e pertence a um grupo de estatuetas com traços abstratos que retratam cenas de guerra e são procedentes da região central da Itália.

A estátua possuía ainda uma lança e um escudo, que foram perdidos no século 19, quando a obra chegou à coleção berlinense, doada pelo arqueólogo Eduard Gerhard.

CN/efe/dpa

De outros Notícias