Morre o ator britânico John Hurt

O ator britânico John Hurt morreu nesta sexta-feira em Londres, segundo informou seu agente neste sábado (28/01). Hurt tinha 77 anos e vinha lutando contra um câncer no pâncreas.

Em seis décadas de carreira, o ator estrelou uma série de filmes de sucesso, como O homem que não vendeu sua alma (1966), Alien, o oitavo passageiro (1979), V de vingança (2005), O espião que sabia demais (2011), além de protagonizar 1984 (1984), adaptação do livro de George Orwell.

Hurt, também famoso pelo papel de senhor Ollivander na série Harry Potter, foi indicado ao Oscar duas vezes, com os filmes O homem elefante (1980), de David Lynch, e O expresso da meia-noite (1978), de Alan Parker – por essa última atuação, levou o Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante.

Entre seus últimos trabalhos estão os longas Darkest Hour, de Joe Wright, ainda sem título em português e com estreia prevista para o final do ano, e Jackie, de Pablo Larraín, que chega ao Brasil em 2 de fevereiro e traz Natalie Portman como a ex-primeira-dama americana Jacqueline Kennedy.

A escritora J.K. Rowling, autora da saga Harry Potter, expressou tristeza pela morte de Hurt. "Tão triste saber que o imensamente talentoso e profundamente querido John Hurt morreu. Meus pensamentos estão com sua família e amigos", escreveu Rowling no Twitter.

O ator e diretor de cinema Mel Brooks, que trabalhou com Hurt na comédia Uma louca história do mundo (1981), declarou se sentir "terrivelmente triste" pela morte do ator, de "talento verdadeiramente magnífico". "Ninguém poderia ter interpretado o homem elefante de forma mais memorável. Ele levou esse filme à imortalidade cinematográfica", acrescentou Brooks.

Em reconhecimento à sua carreira, Hurt recebeu em 2015 a comanda de cavaleiro da Ordem do Império Britânico da rainha da Inglaterra, ostentando desde então o título de Sir. Ele deixa a mulher, Ann Rees Meyers, com quem era casado há 12 anos, e dois filhos do terceiro casamento.

EK/dpa/ap/efe/lusa

De outros Notícias