Pesquisadores restauram primeira música gerada por computador

Pesquisadores da Universidade de Canterbury, na Nova Zelândia, anunciaram nesta segunda-feira (26/09) que conseguiram restaurar a primeira gravação de uma música gerada por computador. A composição foi produzida pelo aparelho construído pelo matemático britânico Alan Turing, em 1951.

O aparelho, que ocupava grande parte do piso térreo de um laboratório de máquina de computação em Manchester, no norte da Inglaterra, gerou três melodias: "God Save the King", "Baa Baa Black Sheep" e "In the Mood" de Glenn Miller.

O criador do artefato, Turing, ficou conhecido por decifrar o código Enigma usado por nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Ele é considerado o pai da ciência da computação. De acordo com os pesquisadores, o matemático foi também inovador no campo da música.

"O trabalho pioneiro de Alan Turing no final da década de 1940 de transformar o computador num instrumento musical foi amplamente ignorado", acrescentaram Jack Copeland e Jason Long, autores da pesquisa.

Ao analisar a gravação feita há 65 anos, os pesquisadores descobriram que o som do disco de vinil, de 30,5 centímetros, estava distorcido. A distorção foi corrigida depois de um verdadeiro trabalho de detetive, com ajustes na velocidade do áudio e a filtragem de ruído externo.

"Foi um belo momento quando ouvimos pela primeira vez o som do computador de Turing", afirmaram Copeland e Long.

Turing, que além de matemático era cientista da computação, filósofo e criptologista, teve sua vida retratada no filme "O jogo da imitação". Em 1954, ele se suicidou, aos 41 anos.

CN/lusa/afp

De outros Notícias