Volkswagen anuncia corte de 30 mil postos de trabalho

A Volkswagen confirmou nesta sexta-feira (18/11) que pretende cortar cerca de 30 mil postos de trabalho mundo afora até 2025. Assim, a maior montadora da Europa pretende impulsionar seus lucros e investir pesado em carros elétricos e veículos autônomos, deixando no passado o escândalo de manipulação de emissões.

O chamado "Pacto para o futuro", estabelecido após meses de negociações, prevê a eliminação de 23 mil empregos somente na Alemanha. Ao mesmo tempo, investimentos previstos devem resultar na criação de 9 mil empregos no país, o que resulta num saldo de 14 mil postos de trabalho cortados.

O restante dos cortes será feito na América do Norte e no Brasil, informou o jornal especializado alemão Handelsblatt. De acordo com a reportagem, não haverá demissões forçadas, e sim a supressão de cargos decorrente de aposentadorias.

"Este pacto é para a Volkswagen um grande passo adiante, certamente um dos maiores na história da empresa", disse Herbet Diess, diretor de marketing da Volks.

No total, a Volkswagen pretende economizar 3,7 bilhões de euros por ano até 2020. Todas as filiais da montadora devem ser mantidas.

A montadora mergulhou em uma crise no ano passado após admitir instalar um software em cerca de 11 milhões de veículos a diesel pelo mundo, capaz de manipular as emissões dos carros ao passarem por testes regulatórios. A companhia, que emprega mais de 600 mil pessoas no mundo, investiu 18 bilhões de euros para cobrir as consequências do escândalo, mas não escapou de registrar no ano passado suas primeiras perdas em décadas.

IP/rtr/afp

De outros Notícias