Teori Zavascki morre em queda de avião no Rio

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, de 68 anos, morreu na queda de um avião em Paraty, no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (19/01), confirmou o filho dele, Francisco Zavascki, em sua conta no Facebook. "Caros amigos, recebemos a confirmação de que o pai faleceu! Muito obrigado a todos pela força", escreveu Francisco na rede social.

Antes, o STF havia comunicado que o nome de Teori estava na lista de passageiros do jatinho que caiu na tarde desta quinta-feira em Paraty, com quatro pessoas a bordo. Não há informações sobre sobreviventes. A aeronave ia de São Paulo para Paraty.

Francisco Zavascki também havia confirmado pelo Facebook que o pai estava no avião. "Amigos, infelizmente, o pai estava no avião que caiu! Por favor, rezem por um milagre", escreveu em sua conta na rede social.

O Corpo de Bombeiros afirmou que o avião caiu a menos de 2 quilômetros do centro histórico da cidade. De acordo com a corporação, três corpos foram retirados da aeronave e não há informações sobre o quarto passageiro.

De acordo com assessores da corte, o presidente Michel Temer e a presidente do STF, Cármen Lúcia, já foram avisados e acompanham os trabalhos das equipes de resgate, mas não vão se pronunciar até haver uma confirmação oficial da morte. Teori é o relator das ações da Operação Lava Jato no STF.

O avião bimotor modelo King Air caiu a região da Costa Verde fluminense. De acordo com a Infraero, a aeronave decolou às 13h01 do Campo de Marte, em São Paulo, com destino a Paraty, com quatro pessoas a bordo. A aeronave pertence à Emiliano Empreendimentos e Participações Hoteleiras. Na hora da queda, chovia forte na região.

O Corpo de Bombeiros afirmou que o avião caiu no mar, próximo à Ilha Rasa, e está parcialmente submerso. Além dos bombeiros da cidade, homens do quartel de buscas e salvamento da Barra da Tijuca, no Rio, se deslocaram para o local para auxiliar no resgate.

No momento, 50 militares e três embarcações da Marinha estão envolvidos nas buscas, além da equipe do Corpo de Bombeiros do estado do Rio de Janeiro e de barcos pesqueiros. O Navio Patrulha Oceânico Amazonas irá para o local do acidente.

Segundo informação da prefeitura de Paraty, duas escunas estão dando sustentação para que o avião não afunde. O local é raso, com cerca de 4 metros de profundidade. A região onde o avião caiu é uma área de circulação de muitas embarcações.

AS/abr

De outros Notícias