Autoridades investigam se explosões em ônibus do Dortmund são ataque islamista

Autoridades alemãs estão investigando se as três explosões que atingiram um ônibus do Borussia Dortmund nesta terça-feira (11/04) são um ataque do terrorismo islâmico, informaram o jornal Süddeutsche Zeitung e as emissoras NDR e WDR nesta quarta-feira (12/04).

Segundo esses veículos de imprensa, no local das explosões foi encontrado uma carta que começa com as palavras "Em nome de Alá, o misericordioso, o piedoso". O texto também afirma que aviões alemães estão sendo utilizados para matar muçulmanos nas "terras do califado", em alusão ao território ocupado pela milícia jihadista "Estado Islâmico" na Síria. A carta não está assinada.

A promotora de Dortmund, Sandra Lücke, não comentou as informações porque as investigações ainda estão em andamento. Ela confirmou que foi encontrada uma carta, cuja autenticidade está sendo verificada. As investigações não descartam nenhuma hipótese, acrescentou. A polícia considera que se trata de um ataque planejado contra o ônibus do Dortmund e fala em tentativa de assassinato.

Já a agência de notícias DPA noticiou que as autoridades verificam também um segundo texto, com termos típicos da cena radical de esquerda antifascista, que afirma que o ônibus foi atacado por ser um "símbolo da política do Borussia Dortmund". O clube não estaria se engajando o suficiente contra o racismo, o nazismo e o populismo de direita, afirma o texto, segundo a DPA. O texto teria sido divulgado em sites de internet.

A Procuradoria-Geral da República da Alemanha comunicou na manhã desta quarta-feira que assumiu o caso, e as investigações estão sendo conduzidas pelo Departamento Federal de Investigações (BKA). A polícia de Dortmund continua procurando pistas nas proximidades do local das explosões e no ônibus. As investigações continuaram ao longo da última madrugada.

AS/dpa/ots

De outros Notícias