Edson Arantes do Nascimento é uma das pessoas mais famosas em todo o mundo. Mas, fora do Brasil, muita gente não terá a menor ideia de quem você está falando se começar a contar a sua históra usando o seu nome de batismo. Esta celebridade do mundo do futebol é mais conhecida pelo seu apelido de infância, Pelé, e sua história é cheia de muita determinação, vitórias e títulos.

 

Nascido em 23 de outubro de 1940, na cidade de Três Corações, Minas Gerais, Pelé é considerado por muitos como o maior jogador de futebol de todos os tempos. E os números comprovam isso: de acordo com a Federação Internacional de Futebol, Pelé é o jogador que fez mais gols em jogos oficiais: 541. Ele também está no Livro dos Recordes por ter marcado 1281 gols em 1363 jogos dos quais participou, neste caso estando incluídos amistosos e outros jogos não-oficiais.

 

Meia foi primeira bola de futebol

Mais conhecido no Brasil como Rei Pelé, ele foi o jogador de futebol mais bem pago no seu tempo. Mas o seu início de carreira foi em um ambiente de muita pobreza, em Bauru, São Paulo. Sua família não podia sequer oferecer-lhe uma bola de futebol, e ele prendeu a sua arte chutando uma bola de meia ou com uma fruta qualquer. Ainda assim, seu talento tornou-se logo evidente, e o seu primeiro time de juniores, o Bauru Atlético Clube, foi campeão de sua liga por três anos consecutivos (1954-1956).

 

Aos 15 anos, ele estreou no Santos, e apenas dez meses depois, ele já foi convocado para participar de jogos vestindo a camisa da seleção brasileira. Seu primeiro gol internacional foi contra a Argentina, em 1957, o qual o tornou o jogador mais jovem a marcar um gol contra outro país em todo o mundo – ele também é o jogador mais jovem a participar de uma final de Copa do Mundo, marca conquistada aos 17 anos de idade. Ele levou ambos os times a um grande número de vitórias, inclusive três títulos mundiais para o Brasil – que até então não tinha nenhuma estrela em seu uniforme oficial.

 

A fama de Pelé não se deve apenas aos números, mas também à beleza de seus gols, dribles e visão de jogo. Muito do que ele conquistou é atribuído ao seu poder de improvisação e a aplicação de táticas impossíveis de prever. E, apesar de ter jogado como atacante, ele estava sempre preparado para assumir qualquer posição, inclusive a de goleiro. Ele também é parabenizado por ter se aposentado antes de sua capacidade física estar comprometida, deixando o campo de futebol como

outras Notícias