A prova de carabina de ar de 10 metros do tiro esportivo será a primeira modalidade a ter uma medalha disputada durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A primeira final das Olimpíadas de 2016 será disputada no dia 6 de agosto às 10h30 – esta também foi a primeira medalha entregue em Londres, vencida pela chinesa Yi Siling.

 

A etapa classificatória da modalidade será realizada entre 8h30 e 9h20, e a atleta Rosane Edward representará o Brasil na disputa. No mesmo dia, também haverá disputa de medalha no ciclismo de estrada masculino, judô, tiro com arco, levantamento de peso, esgrima e natação.

 

Rafael Nadal pode ser o porta-bandeira da Espanha

O jogador de tênis Rafael Nadal, número 5 do mundo, é nome mais cotado para ser o porta-bandeira da Espanha durante as Olimpíadas. Os boatos de sua escolha ganharam mais consistência após a declaração do presidente do Comitê Olímpico Espanhol, Alejandro Blanco, que afirmou ao canal Libertad Digital, que esta seria uma forma de homenagear um atleta que já conquistou muitos títulos para o seu país.

 

Nadal havia sido escolhido para levar a bandeira espanhola durante Jogos Olímpicos de Londres, mas uma lesão no joelho deixou-o de fora da abertura e da competição. Ele foi então substituído pelo jogador de basquete Pau Gasol. A decisão final será conhecida em março, após uma reunião com os representantes de todas as federações olímpicas da Espanha. De qualquer forma, Rafael Nadal deverá disputar o torneio de duplas mistas no Rio, possivelmente tendo como parceiro Fernando Verdasco.

 

Tony Parker reconsidera participação nas Olimpíadas

O jogador de basquete francês, Tony Parker, reconsiderou a sua declaração de não disputar as Olimpíadas no Rio de Janeiro. O armador afirmou, recentemente, que irá participar do Pré-Olímpico Mundial de Basquete nas Filipinas, e dos Jogos Olímpicos, caso a seleção francesa se classifique.

 

O armador de 33 anos havia alegado que o nascimento de seu segundo filho, em julho, dificultaria o seu treino e que estaria fora da disputa. Mas, agora, ele acredita que será possível lidar com a situação com o apoio de sua esposa. Ainda assim, para garantir a vaga olímpica, a seleção francesa precisa sair vitoriosa da disputa com Canadá, Nova Zelândia, Turquia e Senegal nas Filipinas, e ainda lidar com questões financeiras – o time conta com muitas estrelas do NBA, como Nicolas Batum, Evan Fournier, Ian Mahinmi e Rudy Gobert, o que torna o custo de seguros bastante alto, segundo o líder da seleção francesa.

outras Notícias