Uma das maiores belezas brasileiras, eleita uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza, a floresta amazônica há muito se faz presente no imaginário de turistas ansiosos por uma experiência completamente diferente, quase mística. O contato com a fauna e flora locais, repleta de espécies raras e selvagens, bem como a riqueza cultural da população nativa são um dos principais atrativos do destino exótico.

 

Apesar de todos os encantos que oferece, a Amazônia é geralmente vista como um roteiro incômodo, sem conforto, indicado para aventureiros. O que a maioria desconhece, porém, é que no meio da floresta, dos diversos rios, botos e jacarés, há opções de hospedagens para todos os gostos. É possível escolher desde cruzeiros em navios luxuosos até os chamados hotéis de selva, que combinam o contato com a natureza a uma estrutura excelente, com direito a chuveiro de água quente e ar-condicionado.

 

Entre essas opções, destaca-se o Juma Amazon Lodge. Localizado a cerca de 100 quilômetros ao sudeste de Manaus, capital do Amazonas, o hotel conta com 21 bangalôs, totalmente integrados à floresta amazônica. O Juma Amazon Lodge oferece aos seus hóspedes uma imersão completa na vida selvagem, desde sua localização em área preservada de 7 mil hectares até o convívio com a população nativa da Amazônia.

 

Todo o hotel foi construído em palafitas em copas de árvores, em um processo semelhante ao utilizado pela populações ribeirinhas. Entre as opções de acomodação, há bangalôs com vista para a floresta ou para o Rio Juma, além de um bangalô panorâmico, cercado por varanda com vista de 360 graus para o rio. Todos os quartos contam com água aquecida via aquecimento solar e o hotel também utiliza energia solar em toda a sua estrutura, diminuindo a necessidade do uso de geradores.

 

Além de restaurante, loft, bar, deck, doca flutuante e redário, o Juma Amazon Lodge oferece atividades como pesca de piranha, caminhada pela floresta, passeio de canoa, piqueniques, escalada em árvores e focagem de jacarés. O hotel conta com guias turísticos e funcionários bilíngues, com domínio de português e inglês. Os guias são nativos e dividem com os hóspedes suas vivências, costumes e lendas dos ribeirinhos.

 

O acesso ao Juma pode ser feito via terra e água ou via ar, todos com saída de Manaus. Os percursos terrestres e fluviais duram de 45 minutos a 1 hora, a depender do trajeto escolhido. Já o percurso aéreo tem duração de 30 minutos e é realizado em um hidroavião.

 

MAIS INFORMAÇÕES

+55 (92) 3232-2707

+55 (92) 99142-2708

reservas@jumalodge.com.br

http://www.jumalodge.com.br