Religião é assunto sério no Brasil. Tão sério que existe um famoso ditado popular que afirma que isso não se discute. A devoção dos brasileiros às suas crenças religiosas inspira um mercado turístico bastante peculiar: o turismo religioso. E se engana quem pensa que as viagens se resumem a roteiros católicos.

 

Além de romarias e igrejas, templos budistas, comunidades xamânicas, centros espíritas e mesquitas fazem parte das mais de 100 atrações distribuídas em cerca de 350 municípios brasileiros. Nesse artigo, separamos alguns dos destinos mais populares nesse setor, que mobiliza em média 18 milhões de brasileiros por ano.

 

Aparecida do Norte, São Paulo

Não se pode falar em roteiros religiosos sem mencionar a cidade de Aparecida do Norte, nos estado de São Paulo. O lugar recebe cerca de 10 milhões de peregrinos por ano, que visitam o santuário de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

 

Um dos maiores templos católicos do mundo, o santuário tem como principal atração uma imagem da santa, de 29 centímetros de comprimento, que teria sido encontrada por pescadores em 1717. Aparecida do Norte fica principalmente movimentada no mês de outubro, quando é comemorado o dia da santa padroeira, no dia 12.

 

Templos budistas, São Paulo e Rio Grande do Sul

Entre os templos budistas, os principais destinos são o Zu Lai, em Cotia, São Paulo, e o Khadro Ling, em Três Coroas, Rio Grande do Sul. Juntos, os templos recebem cerca de 150 mil visitantes por ano.

 

O Zu Lai é o maior santuário budista da América Latina. O templo possui uma intensa agenda cultural, com cerimônias e festividades que se estendem durante todo o ano. Já o Khadro Ling se destaca principalmente por sua localização, no topo de uma montanha, rodeado de mata nativa.

 

Comunidade xamânica, Acre

Muito populares no Peru, os roteiros místicos também estão presentes no Brasil. Em destaque, está a Aldeia Mutum, no Acre. No local, realiza-se todos os anos a Festa Mariri Yawanawá, com programação de cinco dias dedicadas à cura, dança, música e manifestações espirituais.

 

Para participar, é necessário se inscrever através do site do evento (http://www.festivalyawa.org/), já que existe um limite de 150 participantes externos às comunidades indígenas do entorno. O festival ocorre em outubro e a jornada até a tribo dura em torno de três dias, a partir da capital do estado, Rio Branco.

 

Memórias de Chico Xavier, Minas Gerais

Terra do renomado médium Chico Xavier, a cidade de Uberaba, em Minas Gerais, recebe dezenas de turistas desde a década de 1970, quando Chico se tornou um fenômeno em todo o país. Atualmente, após a morte do religioso, o local recebe visitantes interessados em conhecer a casa antes habitada por Chico, bem como se consultar com médiuns seguidores do principal difusor da doutrina espírita no Brasil.

 

A promessa é que as visitas aumentem ainda mais quando o Memorial Chico Xavier entrar em funcionamento. O local, que conta com mais de 187 obras escritas por Chico Xavier, além de fotografias, vídeos e um holograma do médium, já foi inaugurado, mas só deve abrir para visitações em setembro.

 

Mesquita Al-Khatab, Paraná

Foz do Iguaçu é mais conhecidas por suas cataratas. Contudo, o turismo religioso também é bastante intenso na região. A Mesquita Al-Khatab é o terceiro ponto turístico mais procurado no município e recebe, em média, 60 mil turistas por ano.

 

A mesquita conta com arquitetura tradicional islâmica, com prédio em forma de octógano e dois minaretes. O interior decorado inscrições árabes, vitrais e arabescos. O local conta com guia turístico e a visita é gratuita.